Arquivo para 1 de fevereiro de 2010

Vereadores rejeitam catorze emendas em Nova Iguaçu

Em uma sessão que durou cinco horas, 10 de dezenove vereadores presentes rejeitaram 14 emendas propostas pelo vereador Thiago Portela (PPS). Entre as mais importantes, está a destinação de R$ 100 mil, inicialmente reservados para atividades administrativas do Fundo Municipal de Assistência Social, para a ampliação das ações de socialização dos idosos, que pela proposta do Prefeito tinha uma reserva de apenas R$ 20 mil. Além disso, obriga a destinação de parte deste dinheiro a atividades de lazer para os idosos, o que não constava da proposta do prefeito.

Outra proposta importante de Thiago era a destinação de R$ 1,3 milhões inicialmente reservados para atividades administrativas da Secretaria da Cidade, para a Construção de unidades habitacionais. “Mas, o que mais chamou atenção foi o fato de que também tinham emendas que eram meramente para corrigir erros aritméticos e simples trocas de nomes e mesmo essas foram rejeitadas”, lamentou Thiago. Ele lembra ainda que a comissão de orçamento aprovou todas as emendas antes da sessão.

“O que podemos perceber é que as emendas foram votadas sem ler. Isso prova mais uma vez o descaso do governo com a Câmara. A orientação é para votar contra e não se leva em conta o conteúdo das emendas”, lamenta o vereador. Na mesma sessão, foram aprovados 30% de direito a remanejamento no orçamento desse ano que é de R$ 879.449.741,00. Os vereadores Xandrinho (PV) e Marquinhos da Tia Meg (PMDB) faltaram a sessão.

 Fonte: Jornal de Hoje 

Anúncios

Protesto contra falta d’água em Mesquita

População faz manifestação no bairro Santa Terezinha

“Queremos água para beber!”. Esse foi o grito de cerca de 100 moradores do bairro de Santa Terezinha, em Mesquita, protestaram ontem em duas ruas do bairro. O motivo da revolta é a falta d’água na região que já dura a mais de um mês. Segundo a população, desde o Natal do ano passado, que o fornecimento da Cedae é precário. Indignados, eles atearam fogo em madeiras, sofás e pneus na rua Marte, esquina com a Rua Estela e na Avenida União. A manifestação, segundo informações, já teria começado na noite da última quinta-feira. Policiais do 20ºBPM (Mesquita) tiveram que ser chamados para conter a fúria da população. Mesmo com o protesto, não houve confusão. A falta d’água na Baixada é constante e, na semana passada, moradores do bairro Palhada, em Nova Iguaçu, também fizeram um protesto. “Nossa paciência com a Cedae acabou. A falta d’água já dura a mais de um mês. Estamos cansados desta situação. Estou enchendo os baldes e as vasilhas com a água da chuva. O mais revoltante, é que a conta d’água chega normalmente. Neste mês tenho que pagar R$ 24. Isso é um absurdo! Cadê a água do Rio Guandu?”, indagou o aposentado Walter Magalhães, de 79 anos.  

 De acordo com o aposentado Wilson Raimundo Santos, de 71 anos, reclamou bastante da Cedae e ainda afirmou que fica difícil lavar roupas em casa, devido a falta d’água na região. “A sorte é que tenho bomba d’água em casa e ainda consigo ter um pouco do líquido, mas a minha esposa acaba ficando sem poder lavar as roupas, que estão estocadas no cesto. Todo dia sou obrigado a comprar um galão de 20 litros de água. Gasto quase R$ 80 por mês só com a compra de água para beber e ainda tenho que pagar a conta da Cedae. Isso é um abuso! Por causa do problema, decidimos fechar as duas ruas e chamar a atenção dos governantes”, comentou.  

 Fonte: Jornal de Hoje / Texto: Diego Valdevino / Foto: Marco Antônio Oliveira 

Continue lendo ‘Protesto contra falta d’água em Mesquita’

Caxias começa a vistoriar transporte escolar

Medida para garantir segurança na volta às aulas

Com a volta às aulas, muitos estudantes usam as vans escolares como transporte para as escolas. A Secretaria Municipal de Transporte e Serviço Público de Duque de Caxias começou ontem, o trabalho de vistoria da frota e até o dia 22 de fevereiro os 250 veículos autorizados para operar na cidade serão fiscalizados.

Os fiscais conferiram, na Vila Olímpica, o cinto de segurança, extintor de incêndio, condições dos pneus e do veículo em geral, tempo de uso, documentação e cursos do condutor (com certificado de direção defensiva, primeiros-socorros, relações humanas, transporte escolar de passageiros).

De acordo com o secretário de Transporte, Ronaldo Amichi, após a vistoria, os veículos aprovados recebem o selo de certificação 2010. “Quando o veículo é aprovado pelos fiscais, o selo é fixado no parabrisa dianteiro. Assim, os usuários podem ter certeza de que o veículo passou pela vistoria e está em perfeitas condições. Além de ser um comprovante, o selo é uma segurança para os estudantes e os pais deles”, explicou Amichi.

 Fonte: Jornal de Hoje / Foto: PMDC – Edmilson Muniz

Continue lendo ‘Caxias começa a vistoriar transporte escolar’

Hospital Duque chega ao fim

Lendário hospital municipal vai virar policlínica

O hospital foi fechado para reformas, em março do ano passado, mas não será reaberto.

Fechado há quase um ano para reforma geral, o Hospital Municipal de Duque de Caxias, na verdade, acabou. Após funcionar durante mais de 40 anos, a unidade de saúde vai virar uma policlínica, com atendimento em várias especialidades: cardiologia, clínica geral, proctologia, ginecologia e pediatria, entre outras.

Na época da interdição, em março de 2009, foi divulgado que o Duque encontrava-se em péssimas condições e que ele seria ampliado. Entre as novidades, a unidade ganharia uma grande emergência e o total reaparelhamento de suas dependências. A obra seria concluída no segundo semestre do mesmo ano. Porém, nada disso aconteceu.

O fim do Duque desagradou principalmente moradores do 1° Distrito de Caxias: “Fui atendida várias vezes aqui. Antes de ele ser desativado, já não havia médicos, nem os aparelhos necessários. Mas ficamos sem nosso hospital. Tive meu primeiro filho aqui. Agora, vou ter que fazer meu segundo parto em Madureira.” – lamentou Maísa Sinfrônio (foto), moradora do bairro Senhor do Bonfim, que está grávida de oito meses.  

De acordo com a prefeitura, o antigo Hospital de Duque de Caxias se tornará a maior unidade ambulatorial do estado. O processo licitatório ainda não ocorreu, devido à mudança da proposta inicial da obra. Um concurso de projetos para transformação do hospital em policlínica será apresentado agora em fevereiro e a previsão é de que a execução comece em março. O investimento deverá ficar em torno de R$ 9 milhões.

Fonte: Jornal Popular / Texto: Glauco Rangel / Fotos: Alberto Ellobo

Continue lendo ‘Hospital Duque chega ao fim’


POSTAGENS POR DIA

fevereiro 2010
D S T Q Q S S
« jan   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

POR MÊS –

COLUNISTAS

Comentando o cotídiano político

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 7 outros seguidores

Anúncios